Translate

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Dilma quer acabar com a pensão das viúvas



A primeira-ministra Dilma quer acabar com a pensão por morte. O atual governo parece que não tem limite para maldade. A intenção como sempre é tirar direito dos cidadãos para diminuir o prejuízo das falcatruas na administração pública. Dilma e seus ministros aumentaram o próprio salário em 148% e todos têm alguma aposentadoria. Outros ministros recebem por participação no conselho de estatais e dobram os salários:

Paulo Bernardo= 46 000 reais de salário, isto inclui salário de ministro 26 700 reais, conselho de Itaipu- 17 000 reais e correios, 3100 reais
A esposa é senadora; é mais 40 mil reais


Os dois juntos somam em vencimentos mensais o que o ex-presidente Lula recebia por ano..


Guido Mantega= 40 100 reais, salário de ministro mais os vencimentos do conselho da Petrobras e BR Distribuidora.


Fernando Pimentel= 36 000 reais, salário de ministro somado ao do Conselho do BNDES e BNDESpar


Carlos Lupi= 31 900 reais, salário mais conselho do BNDES


Lula recebia 12 000 reais mensais, Dilma embolsa  26 800..

Portanto, esse não é um governo com muita moral para chamar de malandragem a existência de viúvas pensionistas. O governo acha que sujeito malandramente morre antes de completar o tempo de aposentadoria e a viúva fica com a pensão para criar os filhos.  Ou seja, mais absurdo é impossível...


P.S= O post é do ano passado. Acontece que a Búlgara voltou  a tramar contra as viúvas...Com apoio do PIG a bruxa roliça vai deixar um rastro de maldade e enxofre na família brasileira...



4 comentários:

  1. Não dá para misturar as coisas; a remuneração individual dos governantes não tem nada a ver com as pensões pagas pelo INSS e pela Fazenda Pública, esta aos funcionários publicos. Parabéns ao governo que resolveu enfrentar essa malandragem de muito vovôs de 80 anos que deixam pensão para viuvinhas de 20 anos, etc. Assim, não há Previdência que aguente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc deve ser um político, p/ falar uma barbaridade dessas...agente paga inss
      para termos direito quando precisarmos... pense melhor antes de dizer isto ok... os políticos tem vida guanha...

      Excluir
  2. desigualdade social,nunca muda mesmo,aumento no salario de mais, de alguns e ja nao basta reduzir da inferioridade e outros ja querem tirar,pessoas que trabalharam muito para isso,arriscarao a propria vida em nome da patria, ja nao basta a dor de perder um ente querido,os mais humildes alem de sofridos,,dona de casa nao pode ficar mais viuva, estao no lixoo! ta ouvindo, que decepção,querem reduzir/tirar dos coitados e reajustar os deles, e sempre no final os infelizes serao a ultima classe que alem de iludidos massacrados pela vida, ainda pode ver a corda arrebentar pro seu lado, vida pessoal de cada um, ate nisso querem se meter deus sabera ate quando, essa e pra acabar mesmo e o fim.

    ResponderExcluir
  3. MARIA!, acorda amiga! NÃO ESTÁ FALANDO DE VOCÊ, QUE VIVEU, E SOFREU, COM SEU MARIDO 20,30 OU MAIS ANOS, CRIANDO OS FILHOS. ´
    O GOVERNO, QUER ACABAR COM A PENSÃO DA "VIUVINHA", DE 20, 25 ANOS, QUE O MARIDO DE 80 ANOS, NUNCA VIU NUA. O MAXIMO QUE ELA TALVEZ TENHA FEITO - A VIUVINHA - FOI SENTAR UM POUQUINHO, NO COLO DO FALECIDO, EM CIMA DO "FALECIDO".

    ResponderExcluir