Translate

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

A verdade sobre o Rivotril (clonazepam)



Hoje na Folha de São Paulo uma visão parcial sobre o consumo de tranquilizantes, mais precisamente sobre o Rivotril, nome comercial do clonazepam.:

Entre 2006 e 2010, o número de caixinhas vendidas saltou de 13,57 milhões para 18,45 milhões, um aumento de 36%. O Rivotril domina esse mercado, respondendo por 77% das vendas em unidades (14 milhões por ano).

O levantamento foi feito pelo IMS Health, instituto que audita a indústria farmacêutica, a pedido da Folha. O tranquilizante só perde hoje para o anticoncepcional Microvlar (em média, 20 milhões de unidades por ano).

Para os psiquiatras, há um abuso na indicação desse medicamento tarja preta, que causa dependência e pode provocar sonolência, dificuldade de concentração e falhas da memória.
Eles apontam algumas hipóteses para explicar o aumento no consumo: as pessoas querem cada vez mais soluções rápidas para aliviar a ansiedade e o clonazepam é barato (R$ 10, em média).

Médicos de outras especialidades podem prescrever o ansiolítico e há falta de fiscalização das vigilâncias sanitárias no comércio da droga.
...


Blog Livre= Essa análise do aumento das vendas do Rivotril não traduz a verdade. A primeira pergunta que deveria ser feita feita é por que a prescrição do Rivotril e não o Valium (Diazepam) , que é historicamente o mais popular ansiolítico, cresceu tanto. A resposta elucidaria a razão da mudança no receituário médico.

Décadas atrás, o clonazepam, benzodiazepínico, era utilizado mais como anticonvulsivante, tanto como coadjuvante quanto na primeira escolha no tratamento de alguns casos de epilepsias. Ou seja, era manejo dos neurologistas.  Com o passar dos anos, ficou comprovada as propriedades antimaníacas do medicamento, sua boa atuação na Fobia Social, no Pânico, na ansiedade generalizada, etc. Esse uso do medicamento na psiquiatria mudou seu status terapêutico e passou a ser utilizado na clínica médica substituindo o diazepam, o popular Valium. Além da mudança do perfil das doenças mentais, com um crescimento acentuado do Transtorno de Pânico, Transtorno do Humor Bipolar, Ansiedade, Bordelines, Fobia Social, Depressão Reativa, o que aumentou ainda mais a escolha do Rivotril. E pesou nisso também o fato do Prozac (Fluoxetina), que revolucionou o perfil dos antidepressivos e ganhou o receituário médico, apresentar boa interação medicamentosa na associação com o Rivotril. Então nós médicos seguimos o caminho das pedras...

A terapêutica moderna usa antidepressivos em lugar de ansiolíticos como primeira escolha no tratamento da ansiedade, Pânico, Fobia Social. Não obstante, no início do tratamento, no primeiro mês, faz-se uso de ansiolítico como coadjuvante até que o antidepressivo inicie seu efeito terapêutico, que leva em torno de duas semanas. Contudo, essa pureza terapêutica  nem sempre é conseguida na prática e os psiquiatras, extremamente imediatistas, biológicos, carregam na prescrição. Enquanto um médico generalista trabalha como a dose posológica mínima desses medicamentos, o psiquiatra usa o limite máximo. Esses pacientes da psiquiatria passam para clínica médica com essas doses e assim permanecem por anos e anos. Reduzir ou suspender essa posologia é literalmente impossível, em função da síndrome da dependência e da própria psicopatologia. A impressão depois é que são frutos da inabilidade dos médicos generalistas, como convém ao Eldorado Privado da Especialidades...

10 comentários:

  1. adoro rivotril, sou ansiosa desde muito nova, tomo ha 19 anos, vicio ou nao, eh o melhor ansiolitico que conheço, tomo outros que me deixam pior, nao tiram a ansiedade, ou realmente apagam a minha memoria, sem remedios eu nao durmo, eh fato, estou por exemplo a 3 dias sem dormir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neila, já pensou sobre o fato de que sua cura esta na natureza ? E você pode se sentir muito mas muito melhor do que com o rivotril ? Comprovado, tenho uma amiga que também era viciada e não conseguia de jeito nenhum se livrar do rivotril em função do bem estar que ele realmente causa. Porém sabe qual o maior problema dela? Quando você sentir qualquer sentimento de stress ao invés de você lidar com esse pensamento (pois tudo é gerado primeiramente pelo pensamento e depois é manifestado no corpo) quando você se sentir 'mal' a primeira ideia que vem em seu pensamento(estou chutando, mas acredito que seja) é: 'preciso tomar o rivotril para me sentir bem' ou seja seu pensamento esta fixo nisso e sempre chega a essa conclusão.

      Você pratica esportes ? Isso ajuda muito a se manter relaxada e ter uma boa noite de sono..

      Excluir
  2. e um remedio que tira ansiosidade na hora te acalma acho muito muito bom so nao pode exagerar pq vicia

    ResponderExcluir
  3. Tomo diazepam ha 24 anos ...e tenho pavor de pensar em ficar sem..acho que explodo uma farmacia..pois estou com sindrome do panico ... Sinceramente nao consigo sair sem tomar o diazepam.isso me entristece. Tomo fluoxetina e amitril .....mas se esquecer o diazepam parece q vou morrer ..um medo incontrolavel. Pior q travo de medo nao consigo sair

    ResponderExcluir
  4. é verdade q esse remédio da tesão nas mulheres?

    ResponderExcluir
  5. Verdade! Pelo fato do prazer vir do cerebro para o corpo, o clona relaxa e deixa a pessoa mais no presente possibilitando-a viver o sexo de forma mais intensa. Mas acho que só funciona com as ansiosas, nas normais só deve provocar sono, rs.

    ResponderExcluir
  6. Tomei Rivotril por 4 anos e estava enlouquecendo... viciada... dependente... alterada... totalmente fora de mim! Tem apenas 4 meses que resolvi parar sozinha, sem ajuda profissional, o que já havia tentado antes sem sucesso... passei 15 dias horríveis, tive de tudo desde calafrios, febre à alucinação, mas renasci. Estou nova. Sou feliz! Durmo sem nenhum remédio. Antes estava tomando 3 comprimidos de 2mg duas vezes ao dia. Agora, durmo bem. Há noites que acordo de madrugada e perco o sono, mas não sofro mais por isso, outra hora o sono vem. SE LIBERTE TAMBÉM!!!!!! É MARAVILHOSO SER DONO DE SI.

    ResponderExcluir
  7. Com esse mundo louco só Rivotril mesmo. Tomara que funcione! Quero relaxar...

    ResponderExcluir
  8. Tomo paroxetina porque tive crises de pânico e de vez em quando tomo 2 gotas de rivotril pela manha, não tomo para dormir, porque já tenho sono sem ele.

    ResponderExcluir
  9. Pesquizem por Melatonin, é o hormonio produzido por nosso próprio organismo que induz o sono. Foi sintetisado e tem tido ótimos efeitos, estou fazendo desmame de "pasmem" "8mg Alprazolam/dia - bem mais forte de clonazepam esta bagaça, da msm família dos benzodiazepinicos" a cerca de 10 anos (e totalmente dependente quimico, por enquanto...)... o problema é que não vende no Brasil, mas tem farmácias que importam o produto, só googlear. Ps: fazia anos q não dormia "chapado de benzo", estou tendo um sono leve, normal, que vai aumentando.. e durmo que é uma delícia.. Nada como o sono natural.

    ResponderExcluir